Asfaltos Diluídos de Petróleo

Oferecemos todos os tipos de ADP produzidos no país

Os asfaltos diluídos de petróleo (ADP) são produzidos a partir do cimento asfáltico de petróleo (CAP) e diluentes adequados. São utilizados em pavimentação por penetração e aplicados em temperaturas mais baixas que as normalmente empregadas quando se usa CAP.

Serviços típicos que utilizam ADP são macadames betuminosos, tratamentos superficiais e alguns pré-misturados a frio, além da imprimação impermeabilizante.

São classificados pelo Departamento Nacional de Combustível (DNC) de acordo com a velocidade de cura em três categorias: cura rápida, cura média e cura lenta - os ADPs dessa última categoria não são produzidos no Brasil. Quanto à viscosidade, são subdivididos de acordo com as seguintes faixas:

 

Asfaltos diluídos de cura rápida

  Viscosidade Cinemática
a 60ºC,cSt
Viscosidade do resíduo
a 60°C,P
CR-70 70-140 600 a 2400
CR-250 250-500 600 a 2400

Asfaltos diluídos de cura média

  Viscosidade Cinemática
a 60ºC,cSt
Viscosidade do resíduo
a 60°C,P
CM-30 30-60 300 a 1200

 

Obs: Os asfaltos de cura rápida são obtidos com a utilização de uma nafta como diluente na faixa de destilação da gasolina. Para os de cura média, o diluente empregado é o querosene.

O uso do asfalto diluído CM-30 é recomendado para serviços de imprimação, sendo indicado para superfícies com textura fechada. A taxa de aplicação varia de 0,8 a 1,6 l/m2, devendo ser determinada experimentalmente mediante absorção pela base em 24 horas. O tempo de cura é geralmente de 48 horas, dependendo das condições climáticas locais (temperatura, ventos etc).

O asfalto diluído CR-70 pode ser utilizado como pintura de ligação sobre superfície de bases não absorventes e não betuminosas (solo cimento e concreto de cimento, por exemplo), pois não há necessidade de penetração do material asfáltico aplicado, mas, sim, de cura mais rápida. A taxa de aplicação é em torno de 0,51/m2.

Os asfaltos diluídos CR-250 podem ser utilizados em tratamentos superficiais pelo método de penetração invertida, com taxa de aplicação conforme o número de camadas, quantidade e natureza do agregado, seguindo as indicações do projeto. Outra aplicação para os asfaltos diluídos CR 250N é na preparação de pré-misturados a frio. As taxas de aplicação variam de acordo com o projeto.

Colocamos à disposição todos os tipos de ADP produzidos no país, além do suporte técnico de nossos laboratórios e equipes de especialistas para auxiliá-lo na escolha do tipo mais adequado para seu serviço.

 


VEJA TAMBÉM